• 1
  • 2
  • 3

Esbath de Lua Negra

O que é a Lua Negra? Do ponto de vista astronômico, a Lua Negra é o período que compreende os três dias anteriores à Lua Nova, em que a Lua está praticamente em conjunção com o Sol. Nesse caso, ela não é visível à noite, mas apenas durante o dia.
Para realizar suas celebrações, considere a penúltima noite antes da Lua Nova como a noite da Lua Negra.
Nessa noite celebramos a Deusa em sua face sombria. Não como a criadora ou mãe, mas como a ceifeira, a que corta o fio da vida.

Celebramos Kali com o seu colar de crânios e a cabeça decepada que sempre carrega. Essa cabeça representa o egocentrismo de cada um de nós, que temos a audácia de acreditar que nossa realidade individual é tudo o que existe.
Ao matar essa parte de nós, Kali nos abre para a realidade maior do Universo e do mundo espiritual. A sua dança de morte é a sua alegria pela morte de nossa ignorância, da nossa mente estreita e do nosso egocentrismo.luanegra
Celebramos Nekhebet, a Anciã Escocesa, a Mãe Abrutre Egípcia, que vem nos avisar que nosso tempo neste plano é limitado e nosso corpo um dia será Seu alimento.
No Leste, ela é a Mãe Protetora que, como fêmea do abutre, protege e defende com ferocidade seus filhotes.
No Oeste, ela é a Mãe Devoradora, que devora nossa matéria após a morte.
Celebramos Cailleach, a Anciã Escocesa, chamada A Velada, conhecedora dos mistérios do futuro, professora terrível que nos mostra o fluxo inexorável dos ciclos da vida.
Celebramos Cerridwen, a poderosa Senhora Celta da Sabedoria, a porca branca e comedora de cadáveres, cujo caldeirão contém a passagem para os mistérios do Universo.
Celebramos Hell, Rainha Nórdica dos Mortos, e acima de tudo, celebramos Hécate, a Deusa protetora de todas as bruxas, Senhora dos caminhos e das máscaras, do destino que criamos para nós e das prisões nas quais nos enclausuramos.
A mais antiga forma grega da Deusa Tríplice, Hécate, governa o Céu, a Terra e o Mundo dos Mortos.
Ela representa aquilo pelo qual devemos passar, por mais doloroso que seja, e nos ensina que não há razão para nos desesperarmos.
Ela é a Senhora do Ciclo do Universo e sabe que toda dor é sempre seguida por um renascimento de alegria e poder.
E, então, quando a Lua não brilha no céu e a escuridão é o nosso legado, devemos deitar oferendas a Ela, que também olha por nós em nossos momentos de trevas.
As oferendas tradicionais são o ovo, a maçã, o azeite e os bolos. Mas a fragrância de um incenso especialmente escolhido e a chama de uma vela negra também são oferendas aceitáveis.
A Lua escura que não brilha no céu nos lembra que nós também temos uma parte sombria. E, por isso, também celebramos nossa sombra, a porção terrível e destruidora que temos dentro de nós.
Aproveitando a proteção aveludada da noite escura, podemos nos encontrar com nossa sombra, não para duelar com ela, mas para convidá-la para uma dança sagrada de interação e plenitude.
Dance então com sua sombra num abraço de êxtase que vai unir as duas metades de seu ser e tornar você completo.
Desse modo, você lembra à terra sob seus pés e aos céus noturnos sobre sua cabeça que você, assim como a Deusa, é feito de Luz e Sombra.

(Extraído do Blog Senhora do Bosque, visite aqui).
 
 
RITUAL DA LUA NEGRA
 
 
Este Ritual, recomendado para toda a Lua Nova, é uma oportunidade de renovação espiritual e homenagem filial. Kali, A Mãe Antiga, é simbolizada por esta fase lunar e seus atributos são reconhecidos em todos os cultos e tradições mágicas.
 
Materiais necessários:
- Incenso de Sândalo (Incenso de Kali)hel
- Óleo de almíscar (óleo de Kali)
- Vela negra (Cor de Kali)
 
Acenda a vela e o incenso, olhe para a direção Leste e diga:
COM REVERÊNCIA, INVOCAMOS AS DEUSAS DAS QUATRO SAGRADAS DIREÇÕES: NO LESTE, INVOCO USHAS, DEUSA DA AURORA, PARA QUE INICIE ESTE NOVO CICLO LUNAR. AJUDE-ME A DESTRUIR AS ILUSÕES E ENXERGAR A VERDADE.
 
Olhe para o Sul e diga:
NO SUL, INVOCO PARVATI, PARA QUE ME TRAGA O FOGO ESPIRITUAL QUE PURIFICA O CORPO E O ESPÍRITO.
 
Olhe para o Oeste e diga:
NO OESTE, INVOCO DURGA, PARA QUE ME ENSINE A ENXERGAR NAS REGIÕES ESCURAS SEM SENTIR MEDO.
 
Olhe para o Norte e diga:
NO NORTE, INVOCO SARASWATI, PARA QUE ME MOSTRE A ETERNA SABEDORIA DA DEUSA.
 
Olhe novamente para o Leste e diga:
E AGORA INVOCO KALI-MA, MÃE NEGRA E DEUSA, CRIADORA DE TUDO O QUE EXISTE. O CÍRCULO ESTÁ FECHADO, O AMOR DA DEUSA ESTÁ EM MEU CORAÇÃO. A PAZ E A FRATERNIDADE REINA DENTRO DESTE SANTUÁRIO!
 
Levante os braços e diga:
SAUDAÇÕES A VOCÊ, LUA NEGRA, BELA JÓIA QUE NOS GUIA! EU ME INCLINO PARA VOCÊ E OFEREÇO MEU AMOR (FAÇA UMA REVERÊNCIA). EU ME INCLINO PARA VOCÊ E OFEREÇO MINHA AJUDA (FAÇA UMA REVERÊNCIA). EU OLHO PARA VOCÊ AFETUOSAMENTE, LUA NEGRA DAS ESTAÇÕES! SAUDAÇÕES A VOCÊ, LUA NEGRA, QUERIDA DA MINHA ALMA. SAUDAÇÕES A VOCÊ, LUA NEGRA, DOADORA DAS GRAÇAS. SALVE! RAINHA DA BOA SORTE! LUA NOVA DAS ESTAÇÕES!
 
Sente-se, fique alguns minutos em silêncio e medite: A LUA NEGRA É UM TEMPO PROPÍCIO PARA REMOVER AS NEGATIVIDADES DE MINHA VIDA. KALI PODE ME AJUDAR A CORTAR TUDO O QUE é NEGATIVO. KALI PODE ME AJUDAR A VIVER BEM MELHOR.
 
Imagine a Deusa Negra segurando uma foice e ceifando as coisas negativas (pensamentos destrutivos e doentios, recordações dolorosas, etc.). Enquanto faz estas visualizações, unte o centro da testa com o óleo de almíscar, preste atenção ao cheiro do incenso queimando e repita: OM KALI, OM KALI, OM KALI...(por alguns minutos).
 
Ao parar a repetição, fique alguns minutos em silêncio contemplativo, desfaça a imagem da Deusa de sua mente e agradeça pelas bênçãos recebidas. Peça também à Mãe Negra pelo nosso planeta: proteção da Natureza, cessação da destruição das espécies e dos crimes ecológicos, etc. Agradeça mais uma vez, com muita reverência e devoção.
 
Levante-se, olhe para as direções correspondentes e diga:
SARASWATI, DEUSA DO NORTE, AGRADEÇO A SUA BÊNÇÃO! DURGA, DEUSA DO OESTE, AGRADEÇO A SUA BÊNÇÃO! PARVATI, DEUSA DO SUL, AGRADEÇO A SUA BÊNÇÃO! USHAS, DEUSA DO LESTE, AGRADEÇO A SUA BÊNÇÃO! O CÍRCULO ESTÁ ABERTO, O AMOR DA DEUSA ESTÁ EM MEU CORAÇÃO. PAZ E FRATERNIDADE EM TODAS AS QUATRO SAGRADAS DIREÇÕES.
 
Apague a vela. Fim do Ritual.
Fonte: alemdalenda.com.br
(Extraído do site Portal A&E, visite aqui).

Imprimir Email

Mais postagens

  • Lua da Flor

    A Lua da Lebre ou Lua da Flor recebeu este nome, sem surpresa alguma, devido ela vir com a energia Leia Mais
  • Ritos Lunares

      Lua Minguante -  Lua Negra -  Lua Nova -  Lua Crescente -  Lua Cheia -  Leia Mais
  • Lua Escura

    Está chegando o momento de menos luz, é o momento em que as terras do nosso hemisfério Sul estão entrando Leia Mais
  • Lua da Bênção

    Esta lua recebe este nome devido ao primeiro Esbat do ano, quando nós escrevemos no livro das sombras as bênçãos Leia Mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9